Descubra a nossa NOVA Plataforma Kwanko aqui

Como Utilizar o seu Orçamento Publicitário de Modo Eficaz?

HOME / ACADEMY / Performance Marketing

Artigo anterior Anterior

Artigo seguinte Próximo

5

Fev
2019

Este é o difícil dilema que devem enfrentar todos os responsáveis de marketing, gestores de tráfego e responsáveis pelas vendas online. Negociou um orçamento publicitário e está na hora de utilizá-lo. Mas como fazer isso? E, sobretudo, onde investir? Nas redes sociais, claro. A não ser que as recentes revelações sobre as fraudes nos cliques em anúncios publicitários possam refrear o seu ânimo. No marketing de influência, então. Mas como calcular o ROI que o seu diretor aguarda com impaciência? Para evitar dores de cabeça, analise a questão com um pouco mais de distanciamento.

O modelo PESO: um bom começo para mapear as suas opções

PESO é um modelo que foi desenvolvido pela agência americana Spinsucks e que apresenta, esquematicamente, as excelentes opções disponíveis para poder falar da sua marca e atrair potenciais clientes:

  • P de Paid: ou seja, pagar para ser visto.
  • E de Earned: trata-se da exposição conquistada pela marca através da sua atividade de relações públicas e de influência orgânica.
  • S de Shared: o conteúdo social partilhado online.
  • O de Owned: o conteúdo proprietário da marca (blogue, vídeos, computação gráfica, etc.).

O seu orçamento publicitário pode, deste modo, ser gasto na secção Paid, bem como nas intersecções dos círculos Earned e Owned.

O círculo “Paid”: a publicidade e conteúdo pago

  • Display – Publicidade sob a forma de banners apresentados em Websites de terceiros (editores, bloggers, etc.).
  • SEA – Publicidade em motores de busca em links patrocinados (Google AdWords, por exemplo).
  • SMA – Publicidade nas redes sociais de acordo com critérios de segmentação específicos.
  • Native advertising – Publicidade nativa não intrusiva apresentada nos Websites parceiros de empresas de publicidade e que se integra no design global e na linha editorial do suporte.
  • RTB – Publicidade que utiliza tecnologias programáticas para ser apresentada em Websites de terceiros.

Na intersecção do “Paid” e do “Owned”: o incentivo

  • Afiliação : parceria com um produtor de conteúdos que pode transmitir as suas ofertas mediante uma comissão, de acordo com o KPI definido (clique, compra, transferência, etc.)
  • Influência : parceria com pessoas que promovem um produto, um serviço ou uma experiência utilizando as redes sociais
  • Conteúdo patrocinado : publicidade ou oferta promovida no âmbito de uma parceria editorial.
  • Coregistration/Co-branding : quando duas marcas se unem para organizar um evento ou propor uma oferta. Os dados são partilhados e a comunidade-alvo é muito mais importante.

Na intersecção do “Paid” e do “Earned”: a notoriedade

  • Blogger patrocinado : parceria remunerada entre uma marca e um blogger para que este promova uma oferta no seu blogue.
  • Publi-reportagem : publicidade em revistas ou na Web comprada por uma marca, mas cujo conteúdo se aproxima de um artigo editorial com um tom jornalístico.
  • Cashback e boas promoções : Websites que fazem parceria com marcas para oferecer vales de desconto ou ofertas especiais exclusivas.

As suas buyer personas: para saber que mensagem transmitir e em que canal

Agora que sabe que opções tem à sua disposição, tem de saber com quem conversar. Para isso, é essencial definir as suas buyers personas. Estes são os retratos-robô dos seus clientes, criados de acordo com a experiência das suas equipas, dos dados à sua disposição e do retorno do suporte ao cliente. Cada pessoa dispõe de uma personalidade própria, uma identidade, um modo de vida, hábitos de consumo, leitura, etc. Em geral, 4 a 5 pessoas são suficientes para cobrir 80% dos seus clientes. As suas personas são indispensáveis para escolher os meios de comunicação adequados de modo direcionado e estratégico.

Definir os seus objetivos promocionais

Por que motivo faz publicidade? A questão é essencial, pois é necessário ser preciso. Vender mais não é um objetivo, é um desejo. Em contrapartida, aumentar as vendas em 5%, obter 200 novos clientes e aumentar o consumo médio em 10% nos próximos 3 meses são objetivos. Os seus objetivos publicitários devem seguir o modelo SMART. Tal significa que devem ser “Spécifiques, Mesurables, Atteignables, Réalistes et Temporellement définis” (específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e definidos no tempo). Sem objetivos bem definidos, será impossível saber se os seus investimentos são relevantes. Também servirão para definir os indicadores-chave de desempenho que pode seguir numa lista de indicadores. Por último, é necessário distinguir entre os imperativos de curto prazo (venda imediata) e os de longo prazo (notoriedade, imagem, respeitabilidade) que podem ser complementados com uma abordagem orientada para o inbound marketing.

Crie o seu plano de publicidade de acordo com o seu orçamento publicitário

Esta é a última etapa e a mais importante: tem de atribuir uma opção publicitária a uma persona e a um objetivo. Tal poderia ser, por exemplo, envolver-se em campanhas do AdWords para a persona Pedro, que é responsável de compras, com o objetivo de encontrar 5 novos clientes B2B até ao final do mês. Práticas recomendadas para o seu plano de publicidade ser bem-sucedido:

  • Diversificar as opções para não colocar todos os ovos no mesmo cesto.
  • Monitorizar e ajustar as opções com base no desempenho e na conversão em tempo real.
  • Participar em testes A/B nos canais onde for possível (emails, publicações sociais, página de destino…) para encontrar as melhores opções para otimizar a conversão.

Utilizar com eficácia um orçamento publicitário pode ser difícil face a todas as possibilidades disponíveis para os profissionais de marketing. Ainda mais quando a organização interna cria barreiras com as equipas de comunicação e comerciais. É por isso que há parceiros como a Kwanko que podem ajudá-lo a utilizar o seu orçamento para maximizar as suas estratégias de geração de potenciais clientes e de gestão de tráfego. Necessita de ajuda? Descubra as nossas soluções e contacte-nos para saber mais!

Compartilhe este artigo