Descubra a nossa NOVA Plataforma Kwanko aqui

Boas práticas para gerar leads no LinkedIn

HOME / ACADEMY / Lead Generation

Artigo anterior Anterior

Artigo seguinte Próximo

Boas práticas para gerar leads no LinkedIn
Boas práticas para gerar leads no LinkedIn
Boas práticas para gerar leads no LinkedIn
Boas práticas para gerar leads no LinkedIn
Boas práticas para gerar leads no LinkedIn
28

Nov
2019

Quando pensamos em geração de leads e em redes sociais, pensamos imediatamente no Facebook. Isso é verdade, mas esta não é a única ferramenta de rede social para gerar prospects. O Twitter e o Pinterest também têm um potencial significativo, assim como o LinkedIn.

A rede social profissional bem conhecida é líder no seu mercado. Particularmente desde a sua aquisição pela Microsoft e do fim do seu concorrente francês Viadeo. Atualmente, o LinkedIn tem 610 milhões de membros no mundo (incluindo 106 milhões de utilizadores ativos por mês) & 100% das empresas listadas na Fortune 500 estão presentes no LinkedIn.

O que caracteriza o LinkedIn é, sem dúvida, o facto de muitos tomadores de decisões estarem presentes na rede, mais direcionada para B2B. Isto significa que, se tiver uma solução para vender ou uma necessidade estratégica, de marketing ou comercial, a resposta encontra-se, sem dúvida, no LinkedIn. É importante otimizar corretamente o seu trabalho para uma geração de leads profissional e eficaz consoante o seu objetivo (vendas, notoriedade, marca do empregador, etc.).

Crie anúncios segmentados

Existem três grandes ferramentas de publicidade para gerar prospects no LinkedIn:

  • O Sponsored Content consiste em transmitir anúncios. Estes serão apresentados no feed do LinkedIn das pessoas que o seguem, mas especialmente daquelas que segmenta. Graças ao elevado número de dados detidos pelo LinkedIn, pode segmentar com muita precisão o seu público-alvo por setor de atividade, profissão, ocupação, empresa, etc.
  • Os Sponsored InMails consistem em utilizar o sistema de mensagens integrado do LinkedIn para criar mensagens personalizadas que vão gerar muitas mais conversões do que um simples email. Também neste caso, pode optar por dirigir-se a uma categoria de pessoas em particular.
  • Os anúncios Text Ads, faturados ao clique, são banners apresentados geralmente do lado direito do LinkedIn. Estas são ferramentas práticas para lançar campanhas de marketing com um título simples, uma descrição e uma imagem.

Simplifique o preenchimento de formulários

Quando os membros do LinkedIn querem saber mais sobre a sua oferta e clicam no seu anúncio, os anunciantes podem utilizar formulários Lead Gen (geração de leads) para facilitar a conversão. O princípio é simples: ao pré-preencherem determinados campos, os prospects têm apenas de validar o formulário sem terem de efetuar qualquer introdução. Deste modo, com um clique, podem entrar em contacto consigo. Da sua parte, é a garantia de limitar a perda natural que existe nos formulários e de dispor apenas de informações precisas e completas. Da outra parte, é uma poupança de tempo e uma melhor experiência online.

Tenha em atenção que este princípio que funciona para o LinkedIn também funciona para qualquer outra operação. Deste modo, a partir de uma campanha de marketing enviada por email, deve ser capaz de recuperar as informações pessoais. Por consequência, o objectivo é evitar ter de voltar a introduzir um email ou a conectar-se a um Website, por exemplo. Este trabalho permite também personificar as suas páginas de destino e otimizar a sua personalização de conteúdo. Em particular, se optar por uma abordagem centrada no ABM (account-based marketing – marketing baseado na conta).

Otimize a sua página e o seu perfil

No LinkedIn, um único perfil pode fazer e desfazer uma relação comercial. Por isso, é importante tratar da sua página pessoal e do perfil da sua empresa. Visto que, ambos representam a sua montra comercial para otimizar a sua abordagem de social-selling. Alguns exemplos:

  • Personalização do URL.
  • Fotografias e banners profissionais.
  • Palavras-chave relevantes na descrição e no resumo.
  • Página da empresa detalhada com números-chave, fotografias e uma descrição elaborada.

Publique conteúdo apelativo e interessante

Para criar uma conexão com o seu público-alvo, o LinkedIn tem um sistema de blogging integrado. Trata-se de uma prática recomendada para não republicar apenas conteúdo de terceiros, já presente num blog ou numa página do YouTube. Aliás, em matéria de vídeo, o vídeo nativo do LinkedIn será mais bem referenciado e valorizado do que um link de terceiros. Pense nisso no momento de partilhar os seus vídeos promocionais e editoriais!

Da mesma forma, o que vale para a maioria das redes sociais também se aplica ao LinkedIn. Quanto mais frequente e apelativo for o seu conteúdo, maiores serão as oportunidades de a sua rede ser visualizada. Deste modo, não hesite em criar novos conteúdos, em modificar e em voltar a publicar conteúdo frio que pode ser reciclado regularmente.

 

O LinkedIn é um ator fundamental para partilha e troca de ideias sobre questões profissionais. As suas capacidades de segmentação e a sua crescente popularidade tornam-no numa ferramenta indispensável de geração de leads, em particular no mundo do B2B. Não se esqueça dele quando estiver a finalizar a sua próxima estratégia de marketing!

Compartilhe este artigo