Descubra a nossa NOVA Plataforma Kwanko aqui

RGPD X Email Marketing : Melhores Amigos ?

HOME / ACADEMY / Email Marketing

Artigo anterior Anterior

Artigo seguinte Próximo

12

Fev
2019

Implementado em maio de 2018, o RGPD (Regulamento Geral de Proteção de Dados) é um texto que transformou a indústria do Marketing, proporcionando mais direitos e proteções para os consumidores europeus. Entre a gestão do consentimento, novas obrigações em termos de responsabilidade, medidas de segurança e gestão da proteção de dados, o RGPD tem sido muitas vezes apresentado como o “big-bang” que levaria a uma reforma completa das práticas de marketing. E, em particular, das práticas de Email Marketing. Por isso, é necessário adaptar-se, porque o texto é juridicamente vinculativo, mas é possível utilizar o RGPD para impulsionar o seu marketing por email. Como? Explicações.

Transparência e confiança para um maior compromisso

O RGPD define novas regras que visam proteger a privacidade e os dados dos consumidores. Para além das restrições aparentes, esta mudança pode tornar-se numa alavanca empresarial para os anunciantes conscienciosos. Garantir a proteção dos dados dos potenciais clientes e dos clientes é, atualmente, um valor muito importante e é um assunto muito falado pelos meios de comunicação. Enquanto as ofensas, piratarias e outras utilizações indevidas dos dados pessoais são assunto do quotidiano, um anunciante responsável pode destacar-se ao integrar os componentes do RGPD nos seus valores internos. Proteger os dados dos seus utilizadores é também proteger a sua marca e a sua imagem.

Esta transparência deve também refletir-se em toda a cadeia de tratamento dos dados. Com efeito, o RGPD lembra que os responsáveis pelo tratamento e seus subcontratantes podem ser responsabilizados pelos danos na sua totalidade a fim de garantir uma indemnização efetiva. Certificar-se de que tem parceiros de confiança é uma garantia de transparência e uma alavanca potencial de comunicação.

Com uma abordagem rigorosa, o RGPD não deve ser considerado como um encargo adicional pelos profissionais de marketing, mas sim como uma oportunidade para a diferenciação. Uma mais-valia que pode mudar tudo, se devidamente comunicada, particularmente num processo de inbound marketing.

Dados mais qualitativos

No momento da sua implementação, o RGPD eliminou todas as bases de dados de marketing. Na verdade, as pessoas restantes são aquelas que estão realmente interessadas nas suas ofertas e produtos. O cancelamento da subscrição é um processo simples. O processo de double opt-in (consentimento prévio duplo) garante o interesse e obriga o utilizador de Internet a dar explicitamente o seu consentimento. Por fim, o facto de nem o “soft opt-in” nem o “soft opt-out” serem permitidos facilita o preenchimento dos dados relevantes.

Em termos de marketing por email, se a quantidade for importante, a relevância e a qualidade são ainda mais importantes. É por isso que a perda de muitos utilizadores nos ficheiros internos não representa realmente uma ameaça. Na verdade, o RGPD tem um impacto direto nos KPI. Os dados são realmente acionáveis e os indicadores-chave são muito mais eficientes. A taxa de abertura é mais elevada, as conversões estão em alta, o compromisso é maior e a entregabilidade aumenta. Embora se diga que os utilizadores de Internet estão mais móveis e inconstantes do que nunca, o RGPD ajudou a reforçar os critérios estratégicos de qualidade. Uma boa notícia para acionar uma estratégia que se baseia no sucesso e no desempenho.

Campanhas otimizadas

A segmentação dos dados das suas campanhas de marketing por email permite personalizar as mensagens. Com o RGPD, pode trabalhar mais detalhadamente com as pessoas que realmente querem receber as mensagens certas no momento certo. Não perde mais tempo a criar campanhas inúteis e pode concentrar a sua energia no que realmente importa. Trata-se de uma abordagem que facilita a fidelização dos seus clientes. Na verdade, o tempo investido diz agora respeito às pessoas suscetíveis de se comprometerem permanentemente com a sua marca.

Por fim, o RGPD também reforça a segurança. Tornou obrigatório o conceito de “privacy by design” (privacidade desde a conceção), protegendo ainda mais os dados, os fluxos de comunicação e todos os processos internos que afetam as bases de dados.

Dados de qualidade superior, mais bem protegidos e desenvolvimento de valores realmente focados na proteção das informações pessoais. Estes são alguns exemplos dos impactos concretos do RGPD no marketing por email. Uma mudança que teve de incluir todos os fornecedores e agências especializadas, bem como comerciantes online e empresas que fazem a gestão de dados. Uma boa oportunidade para melhorar as suas práticas internas para maior eficiência e otimização da sua empresa.

Se tiver alguma dúvida sobre o RGPD e sobre o marketing por email, entre em contacto com a nossa equipa de especialistas da Kwanko.

Compartilhe este artigo